Livros

2014 – Paris, meu novo livro de crônicas, está no prelo. Lançamento previsto para outubro.

2013 – Atenas foi publicado pela Editora Benvirá, selo de Literatura Brasileira do Grupo Saraiva, na coleção “Aventuras pelo Mundo”, criada para abrigar meus novos livros. São 43 crônicas sobre a capital grega.

2013 – Foi o que coube na mochila é um livro dedicado aos jovens adultos e foi escrito em parceria com Carlos Urbim, ChristinaDias, Lu Tomé, Luiz Paulo Faccioli e Sérgio Napp. Publicado pela Editora Artes & Ofícios, faz parte do grupo Os seis de poa.

2012 – Em Gringo, meu segundo romance publicado pela Record, conto a viagem de um jovem brasileiro pela América do Sul.

2011 – Em Jerusalém, segundo título da coleção Expedições Urbanas, apresento 40 crônicas sobre 40 locais que achei representativos não só de Jerusalém como das cidades vizinhas, como Belém, Hebron, Jericó e Nazaré, dando ênfase às pessoas que vivem nesses lugares e aos peregrinos que vão até lá em busca de algo especial. O livro ganhou o prêmio “Livro do Ano”, na categoria crônica, concedido pela Associação Gaúcha de Escritores.

2010 – Em Havana, primeiro título da coleção Expedições Urbanas, apresento 55 crônicas radicais sobre a vida dos havaneses comuns na capital de Cuba. Minha estréia na crônica. Editora Record. Ele ganhou o prêmio “Livro do Ano”, na categoria Crônica, outorgado pela Associação Gaúcha de Escritores, e foi finalista do prêmio Açorianos de Literatura, da prefeitura de Porto Alegre.

2010 – Em Aqui há um longe imenso, livro escrito em parceria com Carlos Urbim, Christina dias, Luiz Paulo Faccioli, Nazaré Agra e Sergio Napp, estréio na ficção infanto-juvenil. A obra faz parte do projeto Osseis de poa. Coleção Jabuti/Aventura. Editora Saraiva. Ele ganhou o prêmio “Livro do Ano”, na categoria Juvenil, outorgado pela Associação Gaúcha de Escritores.

2009 – Em Retratos da Terra mostro os ângulos da diversidade através de 175 fotografias de 35 países. Editora Mecenas.

2009 – Em Vietnã Pós-Guerra relato minha aventura pelo Sudeste Asiático enquanto reconto, sob o ponto de vista vietnamita, a Guarra do Vietnã. Guerra essa que, para eles, se chama Guerra Americana. Coleção Viagens Radicais. Editora Record.

2008 – Cartas do Everest é o meu primeiro livro de ficção, um romance de aventura narrando uma trágica expedição ao cume do monte Everest. Escrito numa linguagem belíssima, é literatura em ritmo de escalada; um clipe literário. Editora Record.

2007 – Em busca do Mundo Maia se originou de uma série seis reportagens que publiquei no Jornal do Povo, de Cachoeira do Sul, onde, em 12 páginas, relato minha expedição à América Central. A matéria, que aborda a extinção da cultura dos maia, ganhou o Prêmio ARI de Jornalismo, o mais tradicional e importante da mídia gaúcha, onde obteve o primeiro lugar na categoria reportagem cultural. Coleção Viagens Radicais. Editora Record.

2006 – Em Na trilha da Humanidade narro a expedição que refez o caminho percorrido pelos humanos pré-históricos que povoaram o Brasil partindo da África, cruzando a Ásia, entrando nas Américas pelo Alasca e descendo até Minas Gerais, uma volta ao mundo completa, 45 mil quilômetros, 12 países. Sucesso de crítica e de público, também integrou a lista dos livros mais vendidos na 52ª Feira do Livro de Porto Alegre. Coleção Viagens Radicais. Editora Record.

Esse livro se originou de uma série com 12 reportagens, 24 páginas, que publiquei no jornal Zero Hora, de Porto Alegre, em 2005. A matéria foi finalista do Prêmio Esso de Jornalismo, a mais importante e tradicional condecoração da mídia brasileira.

2005 – Em Egito dos faraós narro uma jornada através do deserto do Saara, em lombo de camelo, e a descida do rio Nilo, numa jangada. Foi finalista do prêmio Livro do Ano da Associação Gaúcha de Escritores, além de ter sido o 3º livro mais vendido na 51ª Feira do Livro de Porto Alegre. Coleção Viagens Radicais. Editora Record.

2004 – Em Travessia da Amazônia narro uma viagem do Pacífico ao Atlântico pelos rios amazônicos. Ganhou o prêmio Livro do Ano da Associação Gaúcha de Escritores, como melhor livro de não-ficção escrito por um autor gaúcho naquele ano, além de ter sido o 5º livro mais vendido na 50ª Feira do Livro de Porto Alegre. Coleção Viagens Radicais. Editora Record.

2003 – Em Expresso para a Índia narro uma profunda experiência na terra dos deuses hindus. Ganhou o prêmio Euclides da Cunha, da União Brasileira de Escritores, como o melhor livro de ensaio lançado no Brasil naquele ano, além de ter sido o 2º livro mais vendido na 49ª Feira do Livro de Porto Alegre. Coleção Viagens Radicais. Editora Record.

2002 – Em Cruzando a Última Fronteira narro a travessia do Alasca, do sul até o oceano Ártico, passando por acampamentos selvagens ao pé do monte Denali a uma aldeia esquimó, em Barrow. Coleção Viagens Radicais. Editora Record.

2001 – Em Pelos caminhos do Tibete narro a aventura onde percorri, de jipe, todo o platô tibetano, viajando de Lhasa a Katmandu através do Himalaia. Também foi finalistas do prêmio Açorianos de Literatura. Coleção Viagens Radicais. Editora Record.

2000 – Em Na Estrada do Everest narro minhas escaladas na cordilheira do Himalaia, no Nepal. O livro foi finalista do prêmio Açorianos de Literatura, o mais tradicional do Rio Grande do Sul. Coleção Viagens Radicais. Editora Record.

1999 – Em Aventura no topo da África narro minha expedição ao cume do monte Kilimanjaro, tornando-me o primeiro gaúcho a escalar a mais alta montanha do continente africano. Coleção Viagens Radicais. Editora Record.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s